Programa Goiás Festeiro

Olhar Etnográfico e Petrobrás Cultural

folia-da-roca-2006-048

Desde o ano de 2005 o Governo Federal vem promovendo a participação popular na gestão da política de cultura do país. A realização da I Conferência Nacional de Cultura (2005), dos Seminários Nacionais de Políticas Públicas para Culturas Populares (2005/2006) e a discussão do Plano Nacional de Cultura ao longo do ano de 2008, nos 27 estados e Distrito Federal, são indicativos desta orientação. Tais esforços têm permitido que setores mais organizados do meio artístico e cultural promovam suas demandas e interesses e estabeleçam diálogos mais estreitos e articulados com o Poder Público.

Contudo, segmentos representativos da cultura popular e tradicional permanecem excluídos do processo de mobilização, por falta de organização interna ou acesso a informações. Oriundos em sua maioria de setores menos favorecidos da sociedade, os mestres de cultura tradicional ainda promovem festas e transmitem seus conhecimentos à margem das novas políticas de fomento à cultura no país.

O Instituto de Pesquisa e Documentação Etnográfica – Olhar Etnográfico desenvolve desde 2008 o Programa Goiás Festeiro, dedicado à documentação audiovisual e mobilização social para o registro das festas e manifestações artísticas e de cunho religioso no estado de Goiás (Folias do Divino, Folia de Reis, Congadas, catiras, sussa, fiandeiras, cavalhadas). No âmbito das ações do Programa foram realizados vários encontros, seminários e intercâmbios, abrangendo boa parte do estado. Resultou deste processo o consenso sobre a necessidade de se constituir o Fórum de Cultura Tradicional do Estado de Goiás, visando qualificar a participação da base social na discussão e proposição de políticas públicas voltadas para a preservação do patrimônio imaterial. Compreende-se que o Fórum deva contribuir para organizar as demandas deste segmento (mestres de culturas tradicionais, dirigentes de associações, pesquisadores, etc.) bem como representá-los nos espaços de discussão pública – municipais, estaduais e federais.

Para atingir este objetivo projeta-se para o ano de 2009 a realização de oficinas de capacitação de atores sociais relevantes no cenário da cultura popular Goiana. As oficinas serão organizadas em seis (06) módulos temáticos, ministrados por especialistas nas respectivas áreas, e visam oferecer subsídios técnicos, informações e conhecimentos necessários à formação política de lideranças de cultura tradicional no Estado. Será contemplado, inicialmente, o público referente às regiões até então mobilizadas pelo Programa Goiás Festeiro - Goiânia, Iporá e Catalão. Paralelamente, o Programa estará mobilizando outras regiões do estado, a serem incluídas no processo de articulação.

A premente necessidade de reconhecimento e promoção da diversidade das manifestações culturais tradicionais das cidades do ciclo do ouro do Estado de Goiás, fenômenos que sintetizam, em grande parte, a identidade e a formação de um povo, justifica a realização desse projeto de documentação audiovisual e oficinas de sensibilização. Os mestres de cultural tradicional dos municípios envolvidos serão o foco das oficinas, pela importância do exercício de conhecimento e manutenção dos símbolos e significados que pertencem ao universo dos foliões, músicos, dançadores, romeiros, revelando crenças e valores solidários e fraternais que são cultivados entre uma comunidade capaz de cultivar sua própria cultura, devoção e diversão. O caráter tradicional dessas manifestações faz com que seja um bem cultural pleno de sentido que revela valores, crenças e comportamentos da população, ajudando a fortalecer e valorizar a diversidade cultural e identitária do interior do país. Este programa tem o incentivo do Ministério da Cultura, por intermédio da Lei Rouanet e patrocínio da PETROBRAS.


 

Programa Goiás Festeiro

Documentação Audiovisual e Mobilização para construção do Fórum de Cultura Tradicional do Estado de Goiás

I – Objetivo Geral: realizar ações de registro audiovisual e mobilização social para o fortalecimento de manifestações culturais tradicionais no Estado de Goiás

 

 

 

II – Objetivos Específicos:

 

a. Registro audiovisual de festas religiosas tradicionais do Estado de Goiás (Congada, Folia de Reis, Folia do Divino e Romarias). Produção de documentário de 18’.

b. Mobilização dos manifestantes culturais de festas religiosas do estado de Goiás visando a construção de uma rede social – Fórum da Cultura Tradicional do Estado de Goiás, instrumento de organização dos manifestantes culturais e de interlocução destes com o Estado brasileiro (União, Estados Federados e Municípios) e suas políticas públicas, especialmente as de fomento a cultura.

 

III – Metodologia para mobilização

 

A mobilização para construção de rede social de manifestantes culturais de festas tradicionais goianas será realizada nas 05 mesoregiões do Estado, envolvendo manifestantes dos principais municípios dessas regiões em três etapas, a saber:

 

  1. Encontros Municipais: com caráter de sensibilização, os encontros municipais são o primeiro contato dos manifestantes culturais com a proposta do projeto. Neste momento são apresentados os objetivos do projeto: o primeiro momento é a apresentação sobre a organização do estado brasileiro e políticas públicas de fomento a cultura e, um segundo momento, fala-se sobre as experiências de construção de redes sociais. Já neste encontro é constituída uma comissão provisória do Fórum de Cultura Tradicional do Estado de Goiás. Encontros de 01 dia para 40 pessoas.
  2. Intercâmbios: representam um momento de troca de experiências entre manifestantes de diferentes municípios (ex. manifestantes de Iporá e região com manifestantes de Goiânia e região). São aprofundados os conceitos de rede social e também a identificação de projetos em comum. São estabelecidas metas para o funcionamento do Fórum e se inicia a construção de projetos prioritários definidos pelos participantes com apoio do Instituto Olhar Etnográfico e dos parceiros do projeto (Comissão Goiana de Folclores, Museu Antropológico da UFG, Sebrae, Goiás Turismo, Ministério da Cultura). Intercâmbios de 02 dias para 80 pessoas.
  3. Seminários: momento eminentemente político onde os principais apoiadores do processo apresentam suas perspectivas e ao final é lido e assinado manifesto em favor do Fórum de Cultura Tradicional do Estado de Goiás. Seminários de 01 dia para 80 pessoas.

 

 

Patrocínio:

petro-cor

Incentivo:

logo_incentivo

marca-brasil-um-pais-de-todos

10 comentários para Programa Goiás Festeiro

  • Vinícius Luís

    Grande Ricardo,, e ai quando sera o proximo seminário do Goiás festeiro ??
    abraço ai pra vcs!!

  • ricardure

    Valeu Randal, muitas parcerias virão pela frente!!! Grande abraço meu camarada.

  • ricardure

    Olá Isa,

    Não é uma reportagem, é uma matéria produzida pela equipe do Instituto Olhar Etnográfico. Obrigado pelo comentário.

    Abraços

    Ricardo Calaça
    Diretor Olhar Etnográfico

  • ricardure

    Olá Maria salgado

    Não aconteceu nenhuma entrevista, os relatos que se encontram no texto é a respeito das falas de cada um dos palestrantes que partiparam do seminário.

    Abraços

    Ricardo Calaça
    Diretor Olhar Etnográfico

  • Esplique para mim em qual lugar da cidade vcs fiseram essa entrevista ..
    Gostei da ARGUMENTAÇÃO que deram para cada um que visita esse site..
    Obrigado
    Mª Salgado Rodrigues

  • isa

    estou com uma duvida,onde vocês arranjaram essa reportagem?

  • ricardure

    Olá Sérgio,

    Obrigado pela força e pelo comentário. Vamos conversar sobre o Estação Goiânia, achei ótima sua idéia, precisamos de espaço na cidade de Goiânia para realização de eventos.
    Em breve entraremos em contato.

    abraços

    Ricardo Calaça
    Diretor Olhar Etnográfico

  • sergio sieiro conde

    Olá. Gostei muito desta iniciativa. Sou coordenador de eventos da Estação Goiânia e gostaria de saber se existem apresentações de artistas goianos no nosso espaço. Temos uma praça de alimentação ,estacionamento para ônibus, vestiários com chuveiros e sonorização com palco, para apresentações diversas. A Estação Goiânia espera o contato dos organizadores do projeto goiás festeiro para que possamos divulgar mais este maravilhoso trabalho.

  • ricardure

    Prezado Oberdan,

    Que bom que gostou de nossa iniciativa e, de fato, está sendo muito gratificante, para nós do Instituto, executar este projeto. Podemos pensar em um projeto similar no Amapá, acredito que no segundo semestre estaremos um pouco menos atribulados, quando então poderemos pensar em outras frentes de trabalho. Vou pedir para o Rubens Palacios lhe encaminhar nossos informativos.

    Grande abraço

    Ricardo Calaça
    Diretor Olhar Etnográfico

  • Oberdan Mascarenhas

    Car@s, encontrei no site de vcs, informações sobre o projeto e é muito “louco”, mas gostaria de mais informações. Parabens!
    abs
    Oberdan